Arquivo da tag: artigo

No mês de agosto, foi publicado um artigo muito interessante no site Click Z, escrito por Gary Stein, com o título “Poptent: Rethink What You Know About Ads”. Ele valiosamente representa o DNA da Poptent, nosso esforço em entregar produções incríveis e oportunidades importantes para as melhores marcas e filmmakers do mundo! Traduzimos o artigo para o português para que vocês possam entender conhecer um pouco mais sobre nossa startup.

Poptent: Repense TUDO que sabe sobre publicidade! (escrito por Gary Stein, da Click Z)

Recebi outro dia uma demo de um serviço absolutamente fantástico chamado Poptent. Um serviço que tem potencial para mudar o formato publicitário – especificamente na maneira em que os videos são concebidos, criados e utilizados. Certamente não farão com que os comerciais brilhantes de 30 segundos desapareçam. Mas irá introduzir uma nova maneira de criar ativos de video para um grupo novo de marcas e agências. Vai aqui uma versão rápida do que é a Poptent (para uma versão mais extensa, visite o site). Poptent é uma comunidade de crowdsource para criação de videos. Criadores inscrevem-se gratuitamente.

Milhares de pessoas no site, bem como algumas agências pequenas, todas com habilidade de construir um video por si só. Paralelamente a estes criadores estão agências e marcas que distribuem tarefas. Por exemplo, a companhia aérea americana Southwest Airlines recentemente lançou um projeto solicitando aos criadores que produzam um vídeo que ira “aumentar a percepção e conhecimento que a Southwest Airlines é diferente das outras companias aéreas em seu foco em fazer o que é certo para seus clientes”. Criadores navegam por várias destas tarefas, encontram uma que gostem, e daí, produzem seus videos. A marca então escolhe um ou mais destes para comprar, instantaneamente por um valor fixo (normalmente USD$7,500). É isso mesmo: criadores publicam videos HD que são liberados na íntegra de direitos autorais.

A marca pode comprar o vídeo numa segunda-feira e apresentar na televisão na terça. Criadores não publicam rascunhos, mock-ups ou roteiros, mas sim o produto final. Olha, é muito mais além desta estrutura que não estou mencionando aqui, inclusive o gerenciamento incrível feito pela Poptent. Não estou aqui para vender Poptent mas sim surpreendê-lo com a genialidade deste serviço e o que diz sobre o trabalho que fazem.

O fim da escassez dos vídeos

24 horas de video são ‘uploaded’ no YouTube a cada minuto. Nos Estados Unidos, o maior utilizador de banda larga são os filmes streaming da Netflix. O site de video Hulu, com episódios completos do “The Office,” “30 Rock,” e “The Daily Show” regularmente batem os recordes de tempo gasto no site. Cresce constantemente o número de usuários assistindo videos em seus celulares e em seus televisores. Adiciona-se uma expansão massiva, poderosa, barata (até as vezes gratuita) de ferramentas para criação de videos. Esta nova e poderosa dinâmica, elevando a habilidade de criar, distribuir, e consumir o conteúdo de video mudou dramaticamente a visão econômica dos videos, desde filmes inteiros a comerciais de 30 segundos. Poptent e absoluta nesta revolução. Considere a experiência anterior de uma marca que gostaria de trazer seu produto a vida com o que (realmente) mantem-se como o formato singular mais persuasivo. Assumindo-se que temos recursos internos de concepção, desenvolvimento, gravação, edição de video, deveríamos ser capazes de elaborar 3 ou 4 ideias. Mesmo que conseguissemos filma-las todas, os custos iriam severamente limitar nossa habilidade de posicionar tais vídeos em algum local significativo.

Campanha Quiznoz com a Poptent!

Com a Poptent, nos agora podemos contar com um grupo motivado de criadores que estão prontos para desenvolver conteúdos reais a nossa avaliação/consideração. E, pela disponibilidade de ferramentas de criação de conteúdo tornou-se barata e difundida, temos um fluxo de novos talentos criativos que estão mais que dispostos a fazer algo totalmente especulativo pois o custo é muito baixo. O espaço entre a ideia e execução esta diminuindo a quase nada. Por que rascunhar uma ideia ou esboça-la quando pode-se (quase) tão facilmente simplesmente fazê-la?

O Novo Desafio

Mas claro, nem todas as submissões de video a Poptent são boas. De fato, muitas delas são péssimas. Mas isso não e exatamente é um problema. Quanto mais pessoas participam e recebem feedback direto da marca observação do que foi escolhido ou não, melhor comprometimento dos criadores terá. E, agora, existem peças surpreendentes ali. Porém se o novo desafio não é a criação de conteúdo, então o que é? Claramente a reconsideração do que fazemos com o conteúdo do video. Se tivermos o tempo, dinheiro, talento e materias para fazer um comercial de 30 segundos, nós colocariamos este video no lugar onde melhor e mais visto seria. Se nós podemos agora (muito mais economicamente) criar vários, vários vídeos, o que devemos fazer deles? Novas oportunidades imediatamente surgem:

  • Frequência de ideia, e não a do comercial. Se podemos produzir somente um comercial, e queremos que ele alcance um alvo de frequencia, necessitamos passa-lo varias vezes, criando assim uma exaustao da audiencia. Porem, se tivermos vários comerciais que se interligam e comunicam a mesma ideia, poderemos alterna-los e manter a campanha ‘fresca’ atraves de pecas diferentes.
  • Comunicação social, em video. Um dos desafios que encontramos como ‘marqueteiros’ em social media e na limitação do que se pode fazer com textos e images. Mas se pudessemos nos conectar a uma loja enorme de video que contam estorias, poderiamos trafegar o que normalmente reservamos para ‘broadcast’ em canais sociais. E porque estes são sociais, podemos limitar da venda forçada em varios e simplesmente deixar que marca fale por si mesma.
  • Comerciais de video para marcas menores. Mesmo com a proliferação do video, marcas menores ainda enfrentam um desafio: elas simplesmente nao tem orcamento para criar pecas e disponibiliza-las neste mercado. Mas com este sistema como o da Poptent, pecas de video são repentinamente eficazes. Um aumento no número de marcas que pode disponibilizar anuncios irá forçar a criação de mais demanda e futuramente estimular a criação de mais oportunidades.

Como sabe, não ganho nada da Poptent por esta ‘carta de amor’. Sou simplesmente um cara de uma agência que viu uma ótima oportunidade que posso não somente usar, mas também impulsionar nosso mercado. Eu vejo a Poptent não só ótima para o que eu posso fazer, mas tambem como a união de duas tendências muito potentes em vídeo: criação e distribuição. E é porque nós agora podemos nos sentar nesta interseção, com um exército de criadores ao nosso lado, que eu acredito ser a hora certa para todos nos reconsiderarmos como nosso mundo opera.

Repense TUDO que sabe sobre publicidade

Etiquetado ,
%d blogueiros gostam disto: